08 de Maio

Roda gigante

  • Foto reprodução

    Foto reprodução

Quem quiser que pegue o caminho inverso
Eu só amanheço rindo
Cantando
Em prosa, verso
Gritando
Gaitando
Venha com essa de bom humor só depois das dez da manhã não
Vai que amanhã nem acorde
Sei lá
Vida louca, vida breve
E que amanha meu céu seja noutros acordes
Então amanheço como se fosse meu último dia
Cheio de felicidade, sonhos, esperanças, fantasias
E entardeço nessa deliciosa agonia
Vai que, amanhã, não anoiteça, né não, alegria?
Então madrugo nessa boa energia.
Para começar tudo de novo
Roda gigante boa da vida
Breve, rápida
Já já tudo passa
Viver assim, nessa felicidade
É mais prazeroso
É pura energia
E quando a vontade da mansidão bate, nos braços do meu amor me guardo um tantinho
Beijo, Gin, queijo, reviro os olhos
Durmo
E recomeço
Tudo de novo
Na maior alegria

 

Voltar